Você já conhece o Rolé Carioca? Não? Então vem com a gente conhecer esse projeto incrível que não podia deixar de entrar nas sugestões do nosso quadro “Qual a boa?”.

Pra começar esse post, vamos contextualizar: nas palavras dos organizadores do projeto, o Rolé Carioca é um sistema de difusão de conteúdos históricos da nossa cidade, e tem como objetivo levar aos moradores a sensação de pertencimento do espaço público e o principal produto desse projeto são os passeios culturais pelo Rio de Janeiro, guiados por professores de história.

Professores responsáveis pelos passeios guiados do Rolé Carioca | Foto: Thiago Diniz

Esses passeios estimulam a mobilidade urbana e a sensibilização do olhar sobre a cidade. Por serem conduzidos por informações relevantes sobre a identidade cultural dos bairros do Rio e do carioca, o Rolé Carioca estimula também o senso de pertencimento e reconhecimento da nossa própria cidade. O Rolé Carioca existe desde 2013 e já acumula mais de 150 km percorridos pela cidade em 40 passeios diferentes com mais de 300 pontos de interesse histórico e cultural e completa, esse ano, a sua 6ª edição.

Agora que você já tá sabendo um pouco sobre o Rolé Carioca, vou te contar como foi minha experiência no Rolé do dia 16 de setembro em Marechal Hermes, bairro no subúrbio carioca. Provavelmente você já ouviu falar de Marechal… talvez pela batata frita. O que talvez você não saiba sobre Marechal é o que eu aprendi no Rolé: Marechal Hermes tem o status de Patrimônio Cultural e é um dos poucos bairros planejados do Rio de Janeiro.

Estação de trem de Marechal Hermes | Foto: Thiago Diniz

O Rolé funcionou assim: ponto de encontro na Praça Montese, ou na Central do Brasil para quem quisesse pegar o bonde do trem, com duração de 2 horas e 8 pontos de interesse no bairro: a estação de trem de Marechal Hermes, a Praça Montese, a Escola Evangelina Duarte Batista, o Teatro Armando Gonzaga, a Paróquia Nossa Senhora das Graças, o Hospital Estadual Carlos Chagas, a Sede Botafogo de Futebol e Regatas e a FAETEC.

Ponto de encontro na Praça Montese, onde o Rolé Carioca montou um estande e distribuiu folhetos sobre o projeto e o bairro de Marechal Hermes | Foto: Thiago Diniz

Conforme íamos avançando para cada um dos pontos de interesse, os professores que acompanham o Rolé Carioca se revezavam para dar informações sobre a história dos lugares, a arquitetura, o contexto político e social, enfim, uma verdadeira aula a céu aberto. O dinamismo que o Rolé oferece para os participantes é o grande diferencial desse projeto, você se sente parte daquilo que está conhecendo. Conhecer melhor a história desse bairro, muitas vezes esquecido por nós, foi incrível.

 Recomendo fortemente um passeio do Rolé Carioca para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pela cultura popular do Rio de Janeiro e gostariam de saber mais sobre a cidade e o seu povo. O projeto oferece uma programação completa e rica em cultura e história, promovendo uma valorização dos espaços por onde, muitas vezes, transitamos sem prestar a devida atenção. Parabéns a todos envolvidos nessa iniciativa incrível de oferecer cultura e informação gratuitas.

Gostou e quer participar? O próximo Rolé Carioca vai acontecer domingo, dia 30 de setembro, no Jardim Botânico. Para mais informações, você pode ir no evento do facebook, no site  ou no facebook oficiais do Rolé.

Todas as fotos usadas nesse post foram retiradas do flickr oficial do Rolé Carioca e foram feitas pelo fotógrafo Thiago Diniz.