Gorda, alta, magra, baixa são adjetivos, que nada mais é do que a característica atribuída a alguma coisa ou pessoa. Em algum momento da evolução humana, alguns adjetivos passaram a ser usada de forma pejorativa, praticamente um xingamento. Gordo(a) é um deles.

O motivo a gente já sabe: a imposição do padrão de beleza ao longo de todos esses anos, fez com que as pessoas associassem os adjetivos que não se encaixam no padrão, como errado.  Uma pessoa que não é magra, ta errada. A pessoas que emagrece, merece parabéns e a que engordou.. é julgada. Mas ninguém parou para entender que nada mais é que uma característica externa, não define caráter e nem nada parecido com força de vontade e sedentarimo.

Todos os dias eu vejo pessoas com medo de usar a palavra gorda, com medo de machucar alguém ou de ser desagradável, usam “gordinha”, “fortinha”, “cheinha” mas ninguém parece gostar muito de usar a palavra gorda, por tantos anos ter sido usada como xingamento.

Mas cá entre nós, não é uma característica? A diferença de um magro para um gordo são quilos, assim como de um baixo para um alto são centímetros, nenhum está errado, todos apenas são. Toda essa imposição da sociedade trouxe uma conotação para a palavra que parece que ninguém tem coragem de ouvir ou de falar.

E na real só tem um jeito de mudar todas as atribuições negativas que deram a essa palavra ao longo dos anos: usar em letra maiúscula, para todo mundo, a palavra GORDA, que aí talvez entendam que não tem nada de errado em ter alguma característica diferente do que mandaram você ter.