Toda vez que pensamos em trabalhar com moda, pensamos logo no glamour que envolve a profissão; dos desfiles das marcas mais caras aos bailes mais exclusivos, tudo parece ser maravilhoso, certo? Mas basta você olhar um pouco mais afundo que a realidade vem a tona, e é sobre isso que vamos falar hoje.

Recentemente tenho visto muita gente falando sobre o Instagram que foi criado anonimamente, chamado fashion assistants, que tem como objetivo principal contar relatos vividos por estudantes, estagiarias ou pessoas que trabalham com moda em geral.

As historias são dignas do roteiro de “O Diabo veste Prada”, de looks roubados a humilhação publica, a pagina tem de tudo, e justamente foi vendo o Instagram americano dar palavra a tantas pessoas que resolveram criar um brasileiro, o Muodas.

“Muita gente, quando pensa em moda, glamouriza o segmento e não conhece o Lado B desse mercado, o tamanho dos egos com os quais lidamos, as jornadas às quais nos submetemos, algumas humilhações que passamos… Quem sabe juntando relatos a gente alerta e faz desse setor um pouco mais justo? Onde todo mundo possa pagar a conta de energia com dinheiro e não com sapato?Acreditamos muito que juntos vamos mais longe, e aos poucos chegamos lá”, explica o criador por trás do perfil brasileiro.

A questão que fica agora é: quanto tempo vai levar para que o discurso de moda, consciência e igualdade vai levar para realmente sair do papel? Pelo menos através de iniciativas como essas, podemos continuar dando pequenos passos para mudar esse vácuo que existe.