2017 está finalmente acabando, e eu não sei se to mais feliz porque chegou o fim dele ou do mercúrio retrógrado (procure saber, ele foi o responsável por um provável estrago na sua vida). Não sei com vocês, mas comigo 2017 descascou e eu QUASE desejei 2016 de volta. MAS, como tudo na vida, vai acabar. Acontece, que antes disso, ainda dá tempo de ticar umas metas da lista, pra não dizer que foi um ano perdido. E que tal umas dicas pra te ajudar a aproveitar esses 45 do segundo tempo de 2017?

  • Manda uma mensagem pra aquela sua amiga (ou seu amigo) que foi sua parceira o ano todo, segurou teu cabelo quando cê tava desabafando álcool, a sua mão quando cê tremia de nervoso e seu choro quando tava difícil de aguentar. As pessoas só sabem que são especiais pra gente, quando a gente demonstra.

 

  • Larga o contatinho. Cê sabe de quem eu to falando. Aquele que nem ata nem desata e só existe pra ficar de papinho, mas que, efetivamente, não rende nada positivo pra você. Deixa ele em 2017, que 2018 vai te entregar um novo.

 

  • Desapega do que não te serve (principalmente do boy do tópico acima). Arruma o armário e tira o que cê não usa. A calça cabia em você em 2012, cara, você não vai voltar a caber nela. E te garanto que cê ta linda assim. E outra, mesmo que volte pro seu peso da época (você não precisa, mas se for seu desejo, está apoiada), o prazer maior vai ser comprar uma calça nova pra essa nova fase do seu corpo.

 

  • Aproveita a ceia. Come mesmo, amiga, porque é bom demais e só tem uma vez no ano.

 

  • Compra algo pra você. Se dá de presente. Não precisa ser caro. Mas você é a pessoa que mais sabe se agradar, porque não? Pelo menos assim você tem a certeza de que algum presente bom esse ano você ganhou (além das novas amizades, e outras conquistas não materiais).

 

  • Fica nostálgica. É gostoso. Pensa no que cê pode tirar das situações que passou nesse ano. Tanto as ruins quanto as boas. Aprender é sempre válido.

 

  • Escuta o álbum da Letrux, “Letrux Em Noite de Climão” pra se empoderar. O solo do Tim Bernardes pra lembrar e chorar. Tudo que a Anitta lançou esse ano pra rebolar até o chão. E o do Rincon Sapiência, “Galanga Livre” porque se você não fez isso ainda eu nem sei. Ah, e “Tu”, da Tulipa Ruiz. Viva a música nacional.

 

  • Agradece seus pais. Você sabe por que.

 

  • Se perdoa. Não fica remoendo aquela merda que você fez em algum momento do ano e que não foi lá muito bacana. Deixa pra lá, já foi. Se perdoar é o primeiro passo pra paz mental. Depois que a gente faz isso, o resto acaba perdoando também.

 

  • Manda a mensagem. Aquela que você morre de vontade de mandar. Seja um “cara, vamos tomar uma cerveja? ” pro fulano ou fulana que você tem interesse ou um “Vai à merda” pra aquele ser humano que só te fez mal e continua enchendo a paciência. Deixa as pendencias nesse ano agora. Não fica na vontade. Se der tudo errado depois, tudo bem, Iemanjá leva com ela na virada.

 

E aproveita a delícia que é um ano novo cheio de possibilidades e expectativas. SIM, tá liberado criar expectativas, aproveita elas enquanto 2018 não chega. Espero que esse novo seja bom pra todos nós.