Dizem por aí que o céu é azul por causa da reação entre a luz solar e os átomos de oxigênio presentes na atmosfera. O mar acredita e faz questão de copiar sua cor volta e meia, tamanha a beleza desses tantos tons de azul.

Dentre os céus e mares do Rio, escolhemos (vários dos integrantes do blog) alguns tons de azul em forma de música – só pra ter desculpa pra falar sobre música, claro.

  • Blue, do Plej

A dupla Plej deixou essa peça aqui lá em 2003. Música eletrônica da costa oeste da Suécia. Qualidade e liberdade pra você achar o que quiser do azul. Paint it blue.

  • Chains and Things, do B. B. King

Tá ligado no termo “melô”? É a abreviação de “melancolia”, que é uma possível tradução da palavra “blues”. Do ritmo musical, mesmo. E não tem como falar de blues sem falar dessa lenda chamada B. B. King. Deixo aqui essa música em homenagem à minha vozinha, que me devolveu esse disco (Indianola Mississipi Seeds, 1969) falando “como é bom esse CD da melancia, né?”.

  • Azul da Cor do Mar, de Tim Maia

Azul é a cor da esperança e da resiliência nesse clássico eterno do síndico tijucano. Escolha óbvia pra essa lista, claro, mas com certeza a vida seria menos azul sem essas coisas óbvias.

  • Blue Velvet, da Lana Del Rey

Uma pausa  pra esses dois minutinhos de clipe para lágrimas e classe de Lana del Rey:

  • La Belle du Jour, de Alceu Valença

Alceu preservou pra sempre as lembranças da moça mais linda de toda cidade, transcrito nesse blue apaixonado sobre os olhos azuis como a tarde, na tarde de um domingo azul. Azul é a cor mais romântica.

  • Outro For Ariel, de Vondelpark

Essa música me desperta uma calma enorme. Me transporta pra um ponto perdido em algum lugar muito calmo no meio do mar, onde eu consigo simplesmente fechar os olhos e me transportar pra qualquer lugar e me trancar num inception de lembranças, memórias, calma e coisas boas. As sobreposições, a levada da música… Na verdade, nesse álbum ainda tem Come On, que me remete ao céu azul que é uma beleza… pode conferir.

  • Blue, da Joni Mitchell

Você já agradeceu às forças superiores por ter dado vida à Joni Mitchell? Essa é só uma das razões. Inclusive, o álbum homônimo foi recentemente marcado como o melhor álbum de uma artista feminina pela NPR. Prometo explorar essa lista em breve. Enquanto isso, fiquem com ela.

  • A Million Shades of Sky, do Mesita

Curiosamente ainda não falamos especificamente do céu nesse post. Não foi à toa. Aqui tem um milhão dele. Esse lindo lamento do Mesita, projeto do americano James Cooley, conta ainda com esse clipe razoavelmente hipnotizante. Dá um confere:

Aqui tem uma lista com muito mais céu, mais mar, mais azul. Se liga, se acalma e pinta a vida de azul que tá tranquilo.