Ah, os reencontros…

Acho engraçada a maneira como a vida trata de nos colocar diante das pessoas certas nos momentos corretos. É maravilhoso como o destino nos encaminha respostas que, por mais que pareçam de início difíceis de serem desvendadas, são também maravilhosas quando compreendidas. Cumprem o papel de nos preencher por inteiro e da sensação de leveza pelo sentido dos fatos.

Os reencontros acontecem de acordo com a conduta de cada indivíduo pelo seu amor próprio. Esse encontro de almas exige que ambas partes da relação estejam seguras de si e maduras para que o destino as una. Caso contrário, é normal que o desencontro ocorra, pois é necessário que esta jornada seja recíproca para estes envolvidos.

14281340_1151970391535038_1879283199_n

Acredito muito que para cada indivíduo exista a sua alma gêmea, e sonhar com isso é algo tão maravilhoso que nos faz sorrir no mesmo instante desta percepção. Seguimos um fluxo incessante de pensamentos que nos levam aos maiores sonhos. Sempre com alguém que, mesmo indefinido, sabemos que certamente será muito especial.

A alma gêmea quando encontrada nos faz sentir paralisado em instantes que, quando compartilhados juntos, calam a turbulência afora. São sensações de paz interior e amor pleno. Amor por si. Amor pela sua alma e pela alma deste alguém.

Encontrar caminhos que possam nos levar sempre a nossa excentricidade, para que possamos ser exatamente aquilo que realmente somos. Doar-se intensamente no seu dia a dia. Dos gestos mais simples – como o bom dia ao motorista do ônibus – até os gestos mais difíceis – como o perdão.

Sejamos honestos com nossos corações e sigamos nossas intuições. Reencontros de alma irão acontecer. Basta que você se permita às entregas, para que todos enxerguem os sentimentos mais puros existentes em seu coração.