Quem está à procura de um móvel novo provavelmente vai se deparar com o dilema da escolha entre um móvel pré-fabricado ou um feito sob medida. Em uma avaliação mais rápida e rasa, há quem defenda que móveis pré-fabricados são menos eficientes porque não atendem as necessidades do comprador, por outro lado, o preço de um móvel sob medida pode ser muito mais alto. Logo, para quem busca um meio termo entre essas duas opções, os móveis modulares podem ser uma boa opção.

Os móveis modulares contam com módulos separados que juntos formam o todo, assim é possível construir um móvel a partir de uma estrutura já fabricada e versátil, garantindo ao cliente uma liberdade na hora de  escolher seu produto, por mais que ele não tenha sido projetado para um espaço específico.

O designer de interiores, Filip Janssens, começou a desenhar móveis por conta própria para sua casa com a intenção de criar objetos que pudessem ser desmontados e reconstruídos em outros lugares formando uma nova composição que visava se adaptar da melhor maneira a qualquer ambiente. Ou seja, ideia muito parecida com a dos móveis modulares, porém, com um toque de design minimalista extremamente elegante.

Filip Janssens:

Schermafbeelding 2015-03-12 om 13.05.55.jpg:

“Designing é como pintar uma obra de arte geométrica abstrata, mas em 3D linhas tornam-se dimensões e volumes para testar todas as possibilidades com volumes modulares. Utilizando um volume dentro de outro volume, assimetria, trabalhando em diferentes camadas ou profundidades, abertas e fechadas volumes, funcionando apenas com o contorno do volume, etc.” – Filip Janssens

hang-element-h1000-web-wb.jpg:

E como nada se cria e tudo se copia, o móvel inicialmente idealizado pelo designer belga, caiu no gosto dos amantes de decoração conquistando o publico, e logo surgiram varias releituras do objeto (noticia boa para nos meros mortais). Muitas vezes as novas versões do móvel seguem a materialidade original e apostam na combinação infalível de madeira e estrutura metálica preta, mas há quem arrisque mudar essa dupla por uma peça inteira monocromática, geralmente, preta.

Na trama metálica responsável pelo esqueleto do móvel, os espaços criados podem ser preenchidos, ou não, com nichos que vão abrigar diversos objetos. Ele consegue cumprir varias funções, podendo funcionar como divisor de ambientes, estantes ou até mesmo araras. É ideal pra quem busca um design simples, mas que, ainda sim, tenha um grande impacto no ambiente. Para cômodos como salas e escritórios, o móvel é mais utilizado como estante, porém pode ser um excelente item de decoração se preenchido com plantas, garantindo leveza ao ambiente.

E aí, quem vai aderir?