Participei de um super Workshop, no Studio 512, ministrado pelo queridíssimo André Carvalhal, sobre a Nova Era da Moda. Tivemos quatro encontros super legais, onde o Carvalhal nos mostrou em como a morte da moda já está anunciada. Pelo menos a moda como conhecíamos e/ou praticávamos. E como é de extrema importância entendermos o novo momento do mundo, para assim,  entender o novo momento da moda.

andre

No nosso primeiro encontro falamos bastante sobre como todas as nossas ações estão afetando o meio ambiente, o que não é novidade pra ninguém, porém, a partir do momento que a indústria da moda é a segunda maior poluente, e segunda maior que utiliza (e desperdiça) água do mundo, algo deve ser feito pelas pessoas do meio.  Então, discutimos bastante sobre os efeitos causados pela moda no âmbito ambiental e social, onde ainda vemos muitos casos de escravidão nos principais locais de produção. Assim, vimos histórias de pessoas que estão cansadas de todo esse sistema desenfreado de produção inconsciente e não vê mais sentindo em fazer algo, que não seja em prol de alguma causa.

andre_carvalhal_sai_da_sombra_the_summer_hunter_oyska_36-1

Nas aulas seguintes falamos sobre o propósito da moda e o porquê d’ela ainda existir. De maneira clara e resumida, a moda tem o objetivo de servir o cliente. Servir satisfação, sonhos, necessidade, identidade. Compramos roupas sempre pensando na nossa auto afirmação, ainda que inconscientemente.

ROUPAS E ACESSÓRIOS SÃO O CAMINHO PARA EXPRESSAR A FORMA COMO NOS VEMOS, COMO GOSTARÍAMOS DE SER VISTOS E TRATADOS.” Mark Tungate

E por mais que exista milhões de fatores extremamente positivos dentro da indústria, como, por exemplo, o papel da moda em tornar uma pessoa confiante, com auto estima e mais disposta a exercer qualquer tipo de função apenas pelo jeito de se vestir, existem os pontos negativos, e eles são mais urgentes.

Falamos sobre estar bem no meio de uma mudança de Eras, a Era de Aquário, era do ser, e não mais do ter, que desperta o desejo de mudanças extremas. Onde, o que conhecemos ser o jeito tradicional de criar, produzir, comunicar e vender roupa, vai ter muito pouco – ou nenhum -sentido. O consumo consciente virou uma realidade a ser colocada em prática, e como novos integrantes do meio, o futuro do mundo da moda está nas nossas mãos.

E ai, bora fazer de forma consciente e pensando no coletivo?

Não perca os cursos que o Studio 512 oferece, esse foi incrivelmente esclarecedor pra mim em muitos aspectos.

Até a próxima!